Construtora entrega primeiro empreendimento em Piracicaba

untitled

O Lindenberg Timboril, primeiro empreendimento de alto padrão da Construtora Adolpho Lindenberg em Piracicaba, será entregue aos clientes nesta quinta-feira, 3. Fundador da empresa reconhecida como a ‘grife’ do mercado imobiliário, o engenheiro e arquiteto Adolpho Lindenberg esteve na cidade há quatro anos no lançamento do empreendimento e volta agora para este evento.

“Concluir uma obra deste porte em Piracicaba com todos os atributos que consagram nossa marca ao longo das seis décadas, é motivo de grande satisfação. Não se trata apenas de celebrar o sucesso comercial do empreendimento, mas também a conquista da confiança e do respeito dos exigentes consumidores piracicabanos”, afirma Adolpho Lindenberg Filho, diretor da construtora.

Construído numa área de mais de 7.000 metros quadrados no Nova Piracicaba, o Lindenberg Timboril conta com três torres e 125 apartamentos de 213, 278 e 365 metros quadrados. São mais de 30 itens de lazer, paisagismo assinado por Benedito Abbud e áreas comuns decoradas pelo conceituado escritório paulistano de arquitetura DP Barros. A obra foi executada em pouco mais de três anos e com VGV (Valor Geral de Vendas) de aproximadamente R$ 200 milhões.

Marcelo Buazar e Adolpho Lindenberg Filho destacaram a parceria comercial com a Frias Neto Consultoria de Imóveis, responsável por coordenar a comercialização dos empreendimentos da empresa na cidade. “O apoio da Frias Neto tem sido decisivo para o sucesso da Lindenberg em Piracicaba”, afirma Buazar.

CONCLUSÃO DA OBRA – A conclusão das obras do Lindenberg Timboril será comemorada junto aos proprietários hoje, a partir das 19h30. “Terão a oportunidade de circular pelas áreas comuns e conferir os detalhes”, enfatiza Sérgio Cincurá, diretor da construtora.

Foto: Jefferson Ataliba
*Matéria publicada na Tribuna Piracicabana, dia 01 de setembro de 2015.
Publicado em Economia Piracicaba, Frias Neto Consultoria de Imóveis | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vale a pena investir?

Untitled

“Investir em publicidade e em um plano de marketing é fundamental quando se tem uma marca. É uma forma de manter o seu nome e o seu produto na mente das pessoas. Mesmo diante das dificuldades econômicas enfrentadas pelo Brasil, atualmente, é fundamental ser visto pelos seus clientes em potencial”, afirma o presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis, Angelo Frias Neto.

Quando os ciclos de negócios declinam, o mercado publicitário é direto e proporcionalmente afetado, já que grande parte das empresas corta gastos com os anúncios. No entanto, será que essa prática é vantajosa para os negócios?

Para Frias Neto, não. Isto porque o primeiro ponto que deve ser analisado é que como boa parte dos anúncios é cortada, o caminho fica mais livre para quem precisa se consolidar no mercado. “As empresas que durante um período de crise econômica continuam investindo em publicidade possuem mais possibilidades de proteger ou criar sua participação no mercado”, diz.

Ainda segundo o empresário, criar um plano de marketing é fundamental, principalmente diante das dificuldades econômicas. “Hoje, são muitas as mídias disponíveis para divulgar uma marca. Mas o empresário precisa conhecer o seu público e também seus clientes em potencial. Não adianta apenas investir na internet, por exemplo, porque está em alta, se as pessoas que você quer atingir usam pouco este meio”, explica. “A ideia é mesclar e unir os diferentes canais que estão ao seu alcance. Sem deixar de lado a mídia de massa que, apesar de custar mais, tem retorno significativo”, acrescenta.

Estudo publicado pela Harvard Business Review aponta que durante uma recessão é mais importante do que nunca lembrar que a clientela fiel é a principal – e permanente – fonte de caixa e crescimento orgânico. Segundo o texto, “o marketing não é opcional: é um custo bom essencial para que se obtenha receita junto a esses clientes cruciais e a outros também”.

INVESTIMENTOS

Para o diretor de mídia da Ozonio Propaganda, Valter Demarchi, na hora de administrar despesas de marketing a empresa não pode deixar de distinguir o necessário do supérfluo. “Orientamos os nossos clientes a não deixar de investir, mas sim buscar alternativas mais econômicas e com foco no público-alvo”, revela.

Isto porque a publicidade contribui para o crescimento dos negócios quando estes estão em alta. Mas quando estão em baixa, atua como uma força estimuladora para que os consumidores continuem comprando. “As marcas precisam aparecer perante seu público. Mas, independente se há ou não crise, é preciso criar uma comunicação estratégica. Além de trazer novidades e criatividade”, assegura Demarchi.

Em um cenário cheio de incertezas, acertar na divulgação é fundamental. “Aconselhamos os nossos clientes a anunciar não apenas publicidade. Eles precisam apresentar algo interessante, que chame a atenção do consumidor. Criar estratégias e promoções que façam as pessoas adquirirem seus produtos e serviços”, explica o diretor de mídia.

EQUILÍBRIO

Por isto, o presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis, Angelo Frias Neto, diz que, durante uma retração, o marketing precisa equilibrar, de um lado, iniciativas para conter custos e turbinar a receita a curto prazo e, de outro, investimentos na saúde da marca a longo prazo. “Otimizar a carteira de produtos, tornar os produtos mais acessíveis e fortalecer a confiança são três maneiras eficazes de atingir essas metas”, diz Angelo Frias Neto, que finaliza: “O resultado positivo é atribuído a um plano, a uma série de ações que trazem as respostas desejadas, desde que sejam feitas da forma correta”.

Texto: Juliana Franco
Foto: Christiano Diehl Neto
*Matéria publicada na Gazeta de Piracicaba, dia 30 de agosto de 2015.
Publicado em Economia Piracicaba, Frias Neto Consultoria de Imóveis | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aposta no mercado imobiliário motiva escolha da profissão

IMG_0680 (1)

Eles têm alguns pontos em comum: o talento nato para lidar com pessoas, a vontade de evoluir financeiramente, além da gestão de seu próprio tempo. Por caminhos também muito parecidos, descobriram o mercado imobiliário e encontraram sua vocação profissional, tornando-se corretores de imóveis. Nesse 27 de agosto, dia de festa para a categoria, quatro corretores associados da Frias Neto Consultoria de Imóveis contam um pouco das histórias de quem teve coragem para mudar e encontrou terreno fértil para crescer.

Silma Dias Meireles, 37, lecionava nos três períodos e trabalhava nos finais de semana para corrigir provas e preparar as aulas de Língua Portuguesa e Inglês. Apesar de adorar o magistério, sentia que precisava mudar de vida e ter um pouco de tempo para a família, especialmente para a filha que, na época, tinha dois anos. Silma sabia que era vocacionada para lidar com público e o convite de amigos para trabalhar foi o impulso. Largou tudo, fez o curso de técnico em transações imobiliárias, tirou o Creci e hoje, cinco anos depois, já na condição de corretora gerente de lançamentos, diz que fez a melhor escolha da sua vida.

Também oriundo do magistério, da área de Biológicas, mas cansado das condições vividas pelo professor no Brasil, César Travalini, 40, viu uma nova chance em um anúncio de jornal oferecendo oportunidade de parceria a corretores. Já tinha feito o curso de técnico em transações imobiliárias, passou no teste e, há sete anos, é corretor associado da Frias Neto, atualmente corretor gerente comercial de locação. “A identificação com a carreira foi imediata e hoje me sinto realizado.”

Realizado também está João Paulo Miori, 31, quatro anos como corretor associado da Frias Neto, agora como corretor gerente de venda de imóveis prontos. Formado em Administração de Empresas, Miori era pequeno empresário e foi alertado pela cunhada, que trabalhava no RH da Frias Neto, sobre oportunidades na empresa. Com facilidade para negociação e a possibilidade de ter uma profissão que desse a ele a gestão dos seus horários e ganhos compensadores, decidiu mudar. “A troca foi muito positiva, me encontrei profissionalmente, sou um profissional feliz”, diz.

Esse mesmo sentimento faz parte do depoimento de Carlos Alves, 30, para quem a profissão mudou sua vida em 360 graus. Com experiência em vendas, ele ouviu de um amigo que o mercado imobiliário possibilitava uma remuneração muito melhor. Primeiro tirou o registro profissional. Depois mandou currículo e foi aprovado na Frias Neto. Fez vários treinamentos, achou a área promissora, teve sucesso e hoje, com seis anos de empresa, atua como corretor gerente de uma das lojas da empresa.

“Sempre é bom lembrar que a profissão exige facilidade de relacionamento com o público, muita dedicação, disciplina e organização financeira, necessária para garantir o fôlego até que os negócios comecem a virar”, diz o corretor. “Mas foi a melhor escolha que poderia ter feito. Encontrei o sucesso profissional e pessoal, porque conheci minha esposa na empresa”, diz Carlos.

TRAJETÓRIA – A primeira história de mudança dentro da Frias Neto foi protagonizada muito antes de a empresa existir. Na verdade foi vivida por seu diretor presidente. Há pouco mais de 26 anos, o engenheiro de produção formado pela Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo) e funcionário da Philips do Brasil entendeu que era hora de mudar, de realizar o sonho de ter mais autonomia e independência. Fez o curso de técnico em transações imobiliárias, obteve o registro no Creci como corretor de imóveis e montou a empresa focado em fazer a diferença, em ser incansável na busca pela inovação, em colocar em prática uma proposta pessoal de empreender e proporcionar oportunidade de desenvolvimento profissional as pessoas.

Hoje, aos 58 anos, Angelo Frias Neto comanda a maior empresa imobiliária da região e confirma que a decisão foi acertada e que faria tudo de novo. “A profissão de corretor é apaixonante e compensadora. Mas, exige do profissional dedicação integral e determinação. O crescimento acaba sendo uma consequência natural”, ressalta.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

Publicado em Frias Neto Consultoria de Imóveis | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ciclismo da Green disputa Tour do Rio

Untitled

A equipe nacional de ciclismo da Green Piracicaba ArcelorMittal / Shimano / Selam / Frias Neto / Colner / Maxxis disputa o 6º Tour do Rio, a partir de amanhã a até 30 de agosto. O evento contará com 90 ciclistas. A Green será representada pelos atletas Eriberto Medeiros, Rodrigo Melo, Marcos Novelo, Glauber Nascimento, Alessandro Guimarães e Rodrigo Quirino. Eles competirão com mais 15 equipes, sendo oito internacionais e seis nacionais. O percurso contará com, aproximadamente, 800km, passando pelo estado do Rio de Janeiro e, pela primeira vez, também em Minas Gerais. Serão cinco etapas, com largada no Rio, amanhã, na Praia da Barra da Tijuca e chegada também no Rio, na Quinta da Boa Vista, no dia 30. “O Tour do Rio é uma prova de alto nível internacional, com equipes muito fortes”, disse o técnico da Green, Edgardo Simon. (JRF)

*Gazeta de Piracicaba, dia 25 de agosto de 2015.
Publicado em Green Piracicaba | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Planejamento urbano

ABMI15deaqgostogazeta

“Quando se fala em planejamento urbano é preciso pensar no cidadão como peça fundamental no processo de transformação para a melhoria dos espaços públicos”, afirma o presidente do Secovi (Sindicato da Habitação), Claudio Bernardes. Na manhã de ontem, ele ministrou a palestra Desenvolvimento urbano, 60º Encontro da Associação Brasileira do Mercado Imobiliário (ABMI), realizado em Piracicaba, que teve com tema Inovação em Ambiente Competitivo.

Com este e outros conceitos, Bernardes explicou que o processo técnico associado ao desenvolvimento da cidade precisa seguir regras relacionadas ao uso do solo, à preservação do meio ambiente e à qualidade de vida da população. “Não dá para pensar em planejamento urbano sem pensar nas pessoas. Hoje, no mundo, 58% das pessoas vivem nas áreas urbanas. No Brasil, o índice é ainda maior, 85% dos brasileiros estão nas cidades. Até 2050, a expectativa é que 75% da população mundial passe a viver na cidade”, diz.

Pela primeira vez, Piracicaba foi sede do Encontro da ABMI. O evento chegou à 60ª edição e reuniu representantes das 34 principais empresas imobiliárias de 15 Estados do Brasil – a iniciativa ocorre a cada quatro meses.

O diretor presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis, Angelo Frias Neto, anfitrião do encontro, diz que o Brasil é um país de oportunidades e tem muito ainda para fazer e desenvolver. “Por meio de ações como esta, nosso objetivo é fortalecer o segmento, abordar a questão da gestão de processos, parcerias e capacitação das equipes. Desta forma, podemos buscar o crescimento das empresas”, afirma.

O prefeito Gabriel Ferrato (PSDB) participou da iniciativa, na manhã de ontem, e afirma que a ação é fundamental diante das turbulências econômicas, políticas, éticas e, consequentemente, emocionais. “Este é um momento de ajustes, de pensar em questões e caminhos. O setor imobiliário gera oportunidades e precisa encontrar meios de se manter dinâmico. Desta forma, podemos pensar em melhoria de vida”, opina.

ABMI

A associação é composta por 34 imobiliárias que, juntas, somam R$ 5,5 bilhões em VGV (valor geral de vendas). Contam com 5.650 corretores e 2.770 empregados com CLT (Consolidação das Leis de Trabalho). São 236 lojas, filiais e franquias com uma carteira de 74 mil locações, além de 5.750 condomínios sob administração. O faturamento em 2014 foi de R$ 390 milhões.

Texto: Juliana Franco
Foto: Del Rodrigues
*Matéria publicada na Gazeta de Piracicaba, dia 15 de agosto de 2015.
Publicado em Economia Piracicaba, Frias Neto Consultoria de Imóveis | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Encontro da ABMI reúne 100 pessoas na Acipi

ABMI15deagostoTRIBUNA

Durante toda a semana, membros da Associação Brasileira do Mercado Imobiliário (ABMI) estiveram na cidade para o 60º encontro da entidade, o primeiro realizado em Piracicaba sob o comando da anfitriã Frias Neto Consultoria de Imóveis. Após dois dias de eventos restritos a membros da associação e convidados, ontem, o auditório da Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (Acipi) acolheu mais de 100 pessoas entre corretores, e representantes de incorporadoras, construtoras imobiliárias de todo país – para palestras, debates e workshops abertos ao público.

Marcelo Brognoli, presidente da ABMI, reiterou a importância da troca de experiências proporcionada pelo evento já que “o país vive numa situação econômica atípica e de crise” lembrou também que é “importante para o setor se manter atualizado no mercado para superar esta fase e estar pronto para a retomada dos negócios”. Segundo e prefeito Gabriel Ferrato (PSDB), “é de suma importância para o setor discutir esta situação momentânea para se fazer um diagnóstico e em seguida traçar metas para superar as turbulências e se preparar para a recuperação do setor”, disse.

EVENTO – Participaram do evento, como palestrantes, o presidente do Secovi-SP (Sindicato Patronal da Habitação), Cláudio Bernardes, que falou sobre o Desenvolvimento Urbano; o coach Gilberto Guimarães falou sobre Liderança Positiva; já Alfonso Abrami, especialista em mercado imobiliário, trata do tema Inovação no setor. “Além disso, esmiuçamos melhor os impactos da Lei do Corretor no Mercado Imobiliário, que veio para valorizar e contribuir para o setor e a profissão de corretor de Imóveis”, finalizou Angelo Frias Neto, anfitrião do evento.

Texto: Felipe Poleti
Foto: Felipe Poleti
*Matéria publicada na Tribuna de Piracicaba, dia 15 de agosto de 2015.
Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Encontro da ABMI termina hoje

JPA150815-014P.indd

Painéis e palestras sobre desenvolvimento e inovação no mercado imobiliário encerraram, ontem, a programação de debates do 60º Encontro da ABMI (Associação Brasileira do Mercado Imobiliário). O evento, sediado pela primeira vez em Piracicaba, começou na quarta-feira e reuniu na cidade empresários de diversas partes do país. O encontro termina oficialmente hoje, com uma confraternização entre os associados.

“Foi um encontro muito positivo para todos, com debates ricos e palestras atualizadíssimas. Piracicaba é também uma cidade muito interessante e agradável, nós fomos muito bem recebidos”, disse Marcelo Brognoli, presidente da ABMI. Com foco no tema inovação, o encontro abordou caminhos para que as empresas se adequem ao atual momento econômico e possam voltar a crescer assim que houver a retomada da economia. O evento, em todas as suas edições, mantém o papel de fomentar a troca de informações sobre mercados, processos e estratégia entre os associados.

Diretor presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis e anfitrião do evento, Angelo Frias Neto, reforçou a oportunidade de intercâmbio e atualização trazida pelo encontro. “Discutimos muito a inovação no mercado e como melhorar os processos para superar esse momento econômico, como cada empresa tem se adaptado a isso. Reunimos aqui associados de 15 Estados, que ficaram muito impressionados com a cidade principalmente quanto à organização e cordialidade da população”, afirmou.

O prefeito de Piracicaba, Gabriel Ferrato (PSDB), destacou a importância do setor imobiliário para a geração de emprego e renda para o país e apontou que a situação econômica é difícil, mas deve ser vista como um momento de ajustes. “Muito se fala que a crise é um momento de oportunidade e também é de ajustes, de se preparar para um novo período que virá com certeza. O setor imobiliário é muito importante, gera muito emprego, gera dinamismo. A cidade espera que haja essa retomada breve”, disse.

DESENVOLVIMENTO – O terceiro dia do encontro foi aberto com palestras sobre desenvolvimento urbano ministrada pelo presidente do Secovi (Sindicato da Habitação), Claudio Bernardes. Ele abordou a necessidade de planejamento das cidades e de adaptação do mercado às mudanças das configurações urbanas.

“O objetivo era passar aos empresários uma visão moderna do desenvolvimento urbano, quais aspectos devem ser considerados e como podemos acomodar as pessoas nas cidades, oferecendo melhor qualidade de vida e de mobilidade”, afirmou.

Ele comentou que, ao longo dos próximos anos, mais de 4 bilhões de cidadãos devem deixar o campo para morar nas cidade em todo o mundo e que, diante desta realidade, é preciso que elas estejam melhor planejadas e adaptadas, o que se constitui como um dos desafios das próximas décadas. “O mundo está se tornando urbano e é preciso se adaptar. O mercado, de uma forma ou de outra, segue o que o Estado estabelece e, embora procurem melhores produtos, o mercado acaba seguindo as regras que são determinadas pelas cidades, não há como se adequar sozinho.”

O diretor do Cofeci (Conselho Federal de Corretores de Imóveis) de Sergipe, Sérgio Sobral, reforçou que o encontro da ABMI é um dos mais relevantes para o setor por agregar representantes de várias partes do país que trocam experiências e têm oportunidade de conferir, in loco, as ações que vêm sendo desenvolvidas no mercado. A ABMI concentra 34 imobiliárias e incorporadoras em 15 Estados, que movimentam um valor geral de vendas de R$ 5,5 bilhões somente no ano passado.

Texto: Danielle Gaioto
Foto: Claudinho Coradini/JP
*Matéria publicada no Jornal de Piracicaba, dia 15 de agosto de 2015.
Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário