Angelo Frias Neto recebeu ontem, na Câmara, a Medalha do Mérito Legislativo

Untitled

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (Acipi), Angelo Frias Neto, recebeu da Câmara de Vereadores a Medalha de Mérito Legislativo, uma das maiores honrarias da Casa de Leis que destaca pessoas que se sobressaem pelo seu trabalho na sociedade. A Sessão Solene foi realizada, ontem, e contou com a participação de cerca de 300 pessoas.

A proposta de Decreto Legislativo para a homenagem foi feita pela vereadora Márcia Pacheco (PSDB) e aprovada pelos demais vereadores em maio.

Segundo a vereadora, Frias Neto é um empresário de sucesso do ramo imobiliário que busca valorizar a profissão e os profissionais. “Ele oferece recursos de gestão, treinamento e capacitação dos corretores e, como presidente da Acipi e membro da diretoria do Secovi (Sindicato das Empresas de Imóveis de São Paulo), sempre aceita os desafios de atuar nas causas em favor da população”.

Entre todas as ações desenvolvidas por Frias Neto, Márcia ressaltou seu apoio para que a cidade contasse com o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), que foi defendido por ela. “O Cejusc é algo muito importante para a população carente porque muitos conflitos podem ser solucionados sem a necessidade de advogados e antes de formalizar o processo judicial. Para sua instalação diversas entidades também apoiaram”, comentou a vereadora.

Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , , | 1 comentário

Inspirado em resort, Plaza Mayor aposta em qualidade de vida e lazer

10-10-2014 ClassPB 001 a 012 - Pag(1 a 12)1010.qxd

Trazendo um novo conceito de moradia, a Embraplan apresenta o Plaza Mayor Residencial, empreendimento que foca na qualidade de vida e lazer. O projeto foi elaborado inspirado em um resort, oferecendo assim, muito mais do que um simples lugar para morar.

O Plaza Mayor possui área de lazer de 3.000 metros quadrados, sauda quente e fria, salão de festas, fitness, playground, salão de jogos, churrasqueira, espaço office e quadra poliesportiva. Tudo isso a 500 metros do centro.

A piscina, com 420 metros quadrados, conta com raia e deck molhado, além de espelho d‘água para o salão de festas. “Piracicaba nunca teve um projeto que valorizasse tanto as áreas de lazer e paisagismo. Apesar do alto padrão, os apartamentos custam a partir de R$ 232 mil. É a oportunidade para trazer ainda mais alegria e qualidade de vida a todos os membros da família, já que o Plaza Mayor oferece opções a todas as idades”, disse o gerente de vendas da Embraplan, Jorge Provenzano.

            Com vendas realizadas pela Frias Neto e H&H Imobiliária, o residencial oferece apartamentos nos formatos 66,70 metros quadrados (modelo padrão), 70,40 metros quadrados (cobertura) e 110 metros quadrados (gardem). São dinâmicos, modernos e espaçosos, com dois dormitórios, sendo uma suíte, duas vagas de garagem cobertas e terraço grill.

O projeto da área de lazer, segundo Provenzano, foi desenvolvido pelo arquiteto Daniel Nunes, responsável pelo jardim de abertura da Casa Cor São Paulo. “A Embraplan teve a preocupação de contratar um arquiteto especializado em projetos de alto padrão e que tivesse experiência. A área de lazer, com toda a certeza, é um dos pontos altos do empreendimento. Buscamos trazer o conceito de um clube com a tranquilidade de sua moradia e pensando em todas as idades para o melhor aproveitamento desses espaços para esportistas, idosos, crianças e para quem gosta de reunir os amigos para um churrasco. A ideia realmente é reunir todos os públicos”, destacou o gerente.

Provenzano ainda comentou que as vantagens de optar por um apartamento no Plaza Mayor são inúmeras. “Percebe-se pelo cuidado com o bom funcionamento dos diferenciais do empreendimento tal com ofoi planejado. Um exemplo simples são os três elevadores por torre, dois elevadores no edifício garagem às torres. São itens de comodidade que só se encontram em apartamentos de alto padrão”, comentou.

O plantão de vendas fica na rua Dona Rosália, 181. O telefone para informações é o 2534-3232.

Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Exposição de quadros dos alunos do Prof. Joji Kussunoki ao Dia da Criança

JPC081014-001P.indd

Há 30 anos o artista plástico e rofessor de artes Joji Kussunoki ensina crianças de Piracicaba a se expressarem por meio da arte. Neste período ensinou e ajudou artistas a se aperfeiçoarem, como o aquarelista Klaus Reichardt, os artistas Simone Ranieri, Juliano Cariel, além do jovem Igor Bragaia, que já venceu o Salãozinho e atualmente expõe na Casa do Povoador. Para celebrar o Dia das Crianças, a Frias Neto Consultoria de Imóveis convidou os alunos de Kussunoki para expor em sua unidade. A abertura acontece hoje, às 18h30. Na ocasião, o quarteto de flautas da professora Cidinha Mahle apresentará melodias folclóricas com arranjos do maestro Ernst Mahle. A entrada é gratuita.

Há exatamente três décadas o artista abriu seu Stúdio de Arte Joji Kussunoki. Ele acredita em sua contribuição na formação dos artistas, independente deles seguirem ou não a carreira na área. “É muito gratificante perceber que várias crianças que passaram pelas minhas aulas são pessoas muito boas. Fico satisfeito em pensar que sou responsável por uma pincelada em suas vidas. Mesmo não sendo artistas, elas com certeza guardam conhecimentos que podem vir a ser importantes, como sobre cor, luz e forma, além da sensibilidade”, afirmou. Ele ainda destacou que atualmente as crianças estão informatizadas, mas consegue mater o foco delas durante as aulas. “Claro que elas são diferentes daquelas que atendia há 30 anos, quando me mudei para Piracicaba. Existe uma ansiedade natural em todas elas, decorrente das próprias mudanças que temos acompanhado em termos de vida e comportamento. Mas, a essência que eleas carregam e que se manifesta em seus trabalhos é a mesma”, afirmou.

Na exposição estão 26 trabalhos de alunos de três a dez anos. “São dois trabalhos de cada aluno que tenho desta idade. Também são várias as técnicas. Há alguns desenhos, mas mesmo os mais pequenos trabalham com tinta óleo e acrílica”, relatou. Ainda há trabalhos em lápis de cor e aquarela. Já os temas são referentes a universos que estão no imaginário das crianças. “Elas costumam trabalhar temas muitos variados. Mas para a exposição escolhemos principalmente paisagens”. A diretoria de eventos da Frias Neto Consultoria de Imóveis, Celisa Amaral Frias, pensou na mostra como uma forma de homenagear as crianças, as que ainda estão nessa fase e as que moram dentro de cada um, não importa a idade. “A arte nos remete para esse mundo interior e maravilhoso da infância, que nunca se apaga em nós”. Os trabalhos ficam no local até o final do mês, com entrada gratuita.

O artista plástico diz que nas aulas deixa a criatividade fluir e interfere apenas no ensino de técnicas e na leitura espacial exigida pela própria arte. E percebe que trabalhar o concreto, com pincéis ou lápis, fica cada vez mais distante da vida dos alunos. Isso é tão certo que , a cada ano, cresce a procura de vestibulandos em arquitetura, que vão ao seu ateliê para conhecer técnicas em desenho, pré-requisito para o curso.

O artista – Kussunoki é natural de Guararapes. Descendente de japoneses, resolveu com 19 anos de idade, que iria se mudar para a capital paulista e estudar artes plásticas com Yutaka Toyota e história da arte com Agenor Barbosa Filho. Aos 71 anos, ainda se dedica não somente ao ensino, como também a própria pintura e escultura. Já participou de diversos salões, especialmente na área de arte contemporânea, ganhou prêmios e fez exposições individuais, além de curadorias.

Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O mercado imobiliário e os presidenciáveis

JPA011014-003P.indd

A oportunidade de acompanhar toda a programação da Convenção Secovi São Paulo ( Sindicato Patronal da Habitação ), que chega à 11 edição este ano, garante o contato com várias realidades dentro do mercado e, por extensão, o debate sobre peculiaridades e as oportunidades, discutidas por especialistas, economistas, empresários e diretores regionais da entidade.

Costumo sempre destacar a importância desse encontro e do que ele impacta sobre a forma como devemos olhar o mercado. Mas, este ano, o evento teve um propósito adicional: o encaminhamento de propostas aos cadidatos à presidência da Repúplica, uma decisão que faz toda a diferença quando entendemos a real dimensão de importância do setor imobiliário e de toda a cadeia que ele congrega.

O documento encaminhado a todos os presidenciáveis é resultado de um trabalho minucioso, que reuniu problemas e obstáculos enfrentados pelos segmentos de atividade imobiliária, que dependem de medidas do governo federal para serem superados. A base dos questionamentos parte de três pontos práticos: o que precisa ser planejado e feito para que a indústria imobiliária continue crescendo, o que exigir dos futuros governates para garantir esse processo, que estratédias empresariais devem ser adotadas diante de um cenário tão imprevisível.

Ao apresentar o documento aos aproximadamente 200 empresários e representantes de associações que participaram da plenária final da convenção, o presidente do Secovi, Cláudio Bernardes, fez diversas críticas ao ambiente para investimentos e aos entraves enfrentados pelas companhias de construção e citou o que todos os empresários sentem na pele: insegurança jurídica, complexidade de leis trabalhistas e excesso de burocracia para o desenvolvimento de projetos.

Bernardes também reclamou da demora nas reformas política e tributária, cuja discussão se arrasta há tempos, além de mencionar o baixo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a inflação altae o crescente déficit público. As críticas também se estenderam à política internacional do governo federal.

Com base em seu conhecimento, o documento do Secovi também apontou soluções para incentivar as áreas de loteamento, incorporação, habitação econômica, turismo e hotelaria, comercialização, locação, administração de condomínios, tecnologia.

Vale ressaltar que o setor imobiliário tem propriedade para fazer tais cobranças. Afinal de contas, nos últimos dois anos, o desempenho da indústria imobiliária foi novamente decisivo para ajudar a economia brasileira, cujos resultados conforme o último PIB (Produto Interno Bruto), foram insatisfatórios.

Hoje, e em função do quadro geral com inflação crescente, juros com viés de alto, revisão de planos diretores e as incertezas do cenário eleitoral, a responsabilidade do setor em relação ao desenvolvimento do País é ainda maior. Tanto, que toda a convenção girou em torno do tema central a ´Indústria imobiliária e os desafios de continuar crescendo`.

Nas discussões conduzidas nos diversos painéis, a reflexão acertada sobre alguns dos fatores que afetaram o mercado imobiliário no primeiro semestre 2014, um ano atípico, com excesso de feriados prolongados e um campeonato mundial de futebol. As abordagens trabalham no sentido de orientar as empresas a pensarem em manobras rápidas para ir contra o cenário desestimulador, em virar a mesa, como já começa a acontecer.

Parte de um setor esperançoso por um cenário promissor de crescimento, destaco as palavras do presidente do Secovi ao pedir respeito à classe de empresários, afinal a responsável por geração de empregos e riqueza. E sua absoluta clareza ao cobrar que o próximo governo, não importa quem seja, vai precisar colocar o país de volta nos trilhos.

Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Saber ouvir e ser transparente são qualidades que colaboram para sucesso na área.

21-09-2014 NP_Classificados Imeis 001 a 022 - Pag¥(1 a 22¥)

De pizzaiolo em um estabelecimento da Austrália a corretor de imóveis. Diferentes experiências profissionais definem a trajetória de Marcelo Nogueira Liborio, corretor e consultor de vendas da Frias Neto Consultoria de Imóveis. E foi a partir de um anúncio publicado pela mepresa no Jornal de Piracicaba que o profissional conseguiu dar os primeiros passos em sua carreira no mercado imobiliário piracicabano. Hoje, quase seis anos depois, ele garante que receber uma ligação de clientes que procuram novamente por seus serviços é uma de suas maiores satisfações – uma prova de que seu trabalho realmente fez a diferença.

Após retornar de um intercâmbio em terras australianas, Liborio atuou em três diferentes estágios enquanto cursava Administração de Empresas. No último deles, porém, o contato com colaboradores do departamento comercial foi o que lhe despertou interesse pela área e o fez iniciar um contato maior com membros da equipe, para identificar como era a rotina. “Até tentei mudar para a área de comércio exterior dentro dessa empresa, mas diante da bolha imobiliária americana em 2008, o setor acabou reduzindo. Foi a partir da crise, porém, que surgiu a oportunidade no mercado imobiliário do Brasil. Vi um anúncio da Frias Neto no JP de domingo oferecendo vagas para corretore de locação e lançamentos, no qual duas de todas as exigências eram ter carro e celular. Celular eu tinha, carro eu tive que emprestar da minha avó pra começar a trabalhar, mas enxerguei que esse ramo e essa imobiliária poderiam ser uma grande oportunidade para trabalhar na área comercial, conhecer novos lugares e pessoas, expor minhas opiniões, reduzir a timidez que sempre tive e, consequentemente, crescer como pessoa e profissional. E deu certo. Comeceu como corretor de locação e depois fui para vendas.”

Neste período, Liborio percebeu que uma tarefa impossível da profissão seria conquistar todos os clientes, tendo em vista as diferenças entre eles. Mas saber ouvir, ser honesto, otimista, leal e, principalmente colaborar e muito para seu sucesso na área. “O cliente de hoje está muito antenado e por dentro das informações do mercado. Por isso, inventar histórias pode fazer com que ele espalhe para todos os conhecidos que eles não devem fazer negócio com você. Trazer informações técnicas, como valor de metro quadrado, economia, cultura ou fatos da cidade e do imóvel, também é importante. Outro aspecto que considero relevante é não largar o cliente. Não é porque captou o imóvel e o colocou à venda, que não precisa mais conversar com ele. O cliente é o que faz a imobiliária girar, então não adianta ter o melhor sistema de informação, marketing mais agressivo, maior banco de dados e númeor de imóveis à venda, se o consumidor não receber atenção. A venda do imóvel não ocorre de um dia para o outro, assim como a confiança do cliente, que precisa ser trabalhada do começo ao fim”, disse.

Por isso, o corretor orienta as pessoas a ingressarem na profissão somente se gostarem de socializar, ouvir, lidar com os sentimentos e emoções do cliente, se tiverem paciência, se gostarem de fazer o bem, de aprender e se não tiverem preguiça de trabalhar. “Se for assim, siga em frente que vai se apaixonar pela profissão. E, caso ingresse na área e receba um ´não´de alguém, não desista, pois é nesse momento que ganhamos confiança para mostrar que somo capazes”, completou Liborio.

Mercado Promisso

O Corretor lembra, também, o quanto o mercado imobiliário é promissor para a inserção de novos profissionais e negócios – e Piracicaba pode ser considerada uma das mais importantes cidades do interior de São Paulo. “Há alguns anos, tivemos uma mobilidade muito grande de habitantes de outras cidades chegando para trabalhar aqui em empresas multinacionais, centros tecnológicos ou em decorrência de faculdades, o que faz crescer a demanda por imóveis. E isso ainda vai continuar nos próximos anos. O mercado brasileiro, em geral, teve um reajuste significativo dos preços nos últimos anos, pois por muito tempo estava estagnado, não tínhamos leis que favoreciam o crédito e a moeda era muito instável. Depois do plano real, estabilização da inflação e criação de sistemas de financiamento, é claro que a confiança do consumidor aumentou e favoreceu o crescimento da demanda. Se há demanda, há oferta, e assim os preços subiram. Ainda existe um déficit grande de moradia, sendo assim, os preços vão continuar subindo, mas num ritmo mais lento. Portanto, a hora de comprar é sempre agora”.

Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Projeto Paz no Trânsito tem foco na educação no trânsito e incentivo à prática esportiva

JPA200914-009P.indd

O projeto Paz no Trânsito entregou ontem 20 bicicletas à Casa do Bom Menino. A iniciativa beneficiou as 106 crianças abrigadas pela entidade. As bicicletas foram adquiridas com recursos de patrocinadores somados a renda obtida com a venda de camisetas para os ciclistas que participaram do desfile cívico de 7 de setembro. Antes da entrega das bicicletas as crianças assistiram a uma palestra sobre segurança no trânsito.

Idealizadora do projeto, a atleta Beatriz Frias afirmou que a ação – sem fins lucrativos – tem foco no social. “Estamos felizes porque conseguimos disseminar nos jovens a importância da paz no trânsito e a prática de atividade esportiva. Agradeço aos nossos patrocinadores do desfile e ao fornecedor das bicicletas”, disse.

Guilherme Celso, um dos criadores do projeto e diretor-executivo da Chelso Sports e Business, afirmou que a ideia de colaborar com a Casa do Bom Menino surgiu em agosto. “Foi tudo muito rápido, assim que apresentamos a ideia aos empresários e percebemos a grande aceitação, passamos a ter certeza de que em pouco tempo as ´bikes` seriam entregues, e foi o que aconteceu. Estamos muito felizes que tudo deu tão certo que já começamos a pensar em futuras ações semelhantes”.

A segurança das crianças foi pensada pelo organizadores do projeto que, além das bicicletas, entregaram 20 capacetes infantis. “Queremos que eles se divirtam com segurança. Somado a isso, convidamos para participar da entrega das bicicletas um ciclista profissional que apresentou uma palestra com dicas de como andar de ´bike` de maneira responsável e sem acidentes”.

Celisa Amaral Frias, gerente de marketing da imobiliária Frias Neto, patrocinadora master da ação, acompanhou a entrefa das bicicletas. “Para nós é muito importante participar de um movimento como esse que pensa no social e incentiva o esporte. Essa campanha é diferente porque prega a sustentabilidade e a paz no trânsito”, disse

Angelo Frias Neto, presidente da Acipi ( Associação Comercial e Industrial de Piracicaba ), elogiou o aspecto social do projeto. “Beneficiar a casa do Bom Menino foi um dos aspectos mais importantes desta ação porque a entidade atende a crianças carentes em situação de risco que merecem esta atenção”, afirmou. O Projeto teve o patrocínio do Jornal de Piracicaba, Acipi, Honda Aversa, Gu Lanches, CVC, PiraBike, Imobiliária Frias Neto e restaurante Okabe Sushi.

Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Frias Neto Apresenta tecnologia que garante isolamento térmico em ambientes

19-09-2014 NP_Classificados Imeis 001 a 008 - Pag¥(1 a 8¥)1         Desenvolvido por empresa alemã, material feito de PVC elimina qualquer ruído com máxima eficiência

Cerca de 120 profissionais entre construtores arquitetos, engenheiros e urbanistas participaram na quarta-feira de palestra com o tema “Esquadrias de PVC na Arquitetura Contemporânea”. O evento foi organizado pela Frias Neto Consultoria de Imóveis, com objetivo de apresentar soluções em isolamento termoacústico aos profissionais do setor. A tecnologia de ponta foi apresentada pelo gerente de marketing da empresa alemã Weiku, Michael Lochner.

Com Sede no Brasil desde 1998 e atualmente sediada na cidade de Pomerode, em Santa Catarina, a Weiku desenvolve esquadrias, janelas e portas em PVC que garantem o isolamento térmico e acústico em qualquer tipo de ambiente, seja comercial, público ou residencial. Segundo Lochner, a tecnologia desenvolvida pela Weiku ao longo dos anos chegou a um produto que elimina completamente as frestas, fechando hermeticamente o ambiente, proporcionando um isolamento térmico e acústico com máxima eficiência. “Nossos produtos possuem multicamadas que quebram as ondas de calor e as ondas sonoras. Por serem fabricadas em PVC, além de possuírem propriedades isolantes, elas também eliminam completamente as frestas, responsáveis pela passagem do som”, disse.

Ele explica também que o produto, além de garantir um ambiente silencioso, proporciona economia significativa de energia. “Imagine você substituir sua janela de alumínio por um produto em PVC com isolamento total. O alumínio absorve e transmite o calor,o PVC não. Por isso, em ambientes refrigerados, nós constatamos uma economia de energia de até 30%, em relação aos parâmetros tradicionais, pois o ar-condicionado trabalha muito mais para refrigerar um ambiente sem o isolamento térmico adequado”.

Quanto ao isolamento acústico, Lochner apresentou o resultado dos testes desenvolvidos pela empresa. “Os últimos testes mostraram uma redução entre 35 a 36 decibéis. Isto está muito acima dos resultados obtidos, pelos produtos tradicionais, que chegam no máximo em 20 decibéis. Para quem quer se ver livre dos barulhos e ruídos externos, esta é a melhor solução”, disse.

Para Angelo Frias Neto esta foi uma boa oportunidade para profissionais do setor terem contato com novas tecnologias. “Hoje nós vivemos em um mundo cercado de ruídos, principalmente nos grandes conglomerados urbanos. Essas soluções termoacústicas são essenciais para a nossa qualidade de vida. Por isso julgo muito importante a apresentação de produtos que possam agregar conforto, beleza e qualidade. A Weiku chegou no Brasil com essa proposta, e por isso, estamos abrindo as portas para que os profissionais possam conhecer e utilizar seus produtos”, afirmou.

Publicado em Imobiliária | Marcado com , , , , | Deixe um comentário